Ánanda Márga Caryácarya Parte 2

Shrii Shrii A’nandamu’rti, fundador, proponente e preceptor do movimento Ananda Marga, formulou o trishástra da Ananda Marga — que é composto de dharma shástra (tratado espiritual); darshan shástra (tratado filosófico) e samája shástra (tratado social) — a partir de uma perspectiva filosófica monística da Ananda Marga. As partes 1, 2 e 3 de Ananda Marga Carya’carya (caryácarya significa “código”) constituem o samája shástra.

A parte 2 dá as linhas de conduta para a vida individual e colectiva.

O autor escreveu o Caryácarya original em 1956, quase imediatamente após a missão da Ananda Marga ter sido fundada.Nos anos 60, 70 e 80, o autor acrescentou diretivas para um maior benefício aos seguidores da Ananda Marga.

PVP: 5€

Excertos

c) As obrigações e recomendações de Yama e Niyama devem ser observados em quaisquer circunstân­cias.

Yama compõe-se de cinco partes:

I. Ahimsa significa não ferir nenhum ser nem causar sofrimento, através de pensamento, palavra ou ação.

II. Satya consiste em usar a mente e as palavras com propósitos benevolentes.

III. Asteya significa abster-se do desejo de tomar ou manter objetos alheios. Asteya significa não roubar.

IV. Brahmácárya consiste em manter a mente absorta em Brahma, a todo instante.

V. Aparigraha é abster-se de coisas supérfluas e desnecessárias à manutenção do corpo.

Niyama compõe-se de cinco partes:

I. Shaoca tem dois aspectos: limpeza do corpo e pureza mental. Os métodos para a purificação mental são: benevolência para com todos os seres, caridade, dedicação ao bem-estar dos outros e ser obsequioso.

II. Santosa significa manifestar contentamento com tudo o que for recebido, mesmo com aquilo que não é desejado. É importante manifestar alegria constante.

III. Tapah consiste em suportar as provações físicas para alcançar a meta. As formas de fazer tapah são: upavasa (jejum), serviço ao Guru (Preceptor), serviço aos pais e yajina. Há quatro modalidades de yajina: pitr yajina (serviço aos ancestrais), nr yajina (serviço à humanidade), bhuta yajina (serviço aos seres inferiores) e adhatma yajina (serviço à Consciência Suprema). Para os estudantes, o estudo é a principal forma de tapah.

IV. Svadhyaya significa estudar e compreender, apropriadamente, as escrituras e os livros filosóficos. O livro filosófico e as escrituras da Ánanda Márga são, respectivamente, Ánanda Sutram e Subhasita Samgraha (todos os volumes)1. A participação em meditações coletivas (dharmacakras) e o contato com pessoas espiritualizadas (satsaunga) são também considerados formas de svadhyaya, mas somente para as pessoas incapacitadas de estudar, de acordo com a recomendação acima;

(do capítulo 1 – Sádhana)